mar 27, 2015
153 Visualizações
Comentários desativados em A história do estudante Heber Souza
0 0

A história do estudante Heber Souza

Publicado por

[dropcap size=big]S[/dropcap]uperando todas as adversidades, o estudante universitário Heber Souza do Nascimento Alves, 19 anos, é exemplo de obstinação e talento. Mesmo sem a ajuda de um cursinho pré-vestibular e recursos financeiros para bancar a universidade, o jovem persistiu no sonho até que conseguiu de uma só vez, cursar a faculdade e seguir com seu plano de carreira.

A história de Heber não é um caso isolado. Boa parte dos jovens precisam trabalhar para sobreviver e ainda estudar para enfrentar o competitivo mercado de trabalho.

O estudante que nasceu em Volta Redonda e hoje estuda e trabalha em São José dos Campos, deixa claro que valeu a pena o esforço aplicado para vencer os obstáculos que enfrentou nessas duas cidades do interior paulista, onde os indicadores de desenvolvimento humano estão acima da média nacional. “Entendo que se eu for um aluno mediano e simplesmente sair com um diploma isso não irá me diferenciar de ninguém que tenha feito a mesma faculdade que eu. E se eu correr atrás das melhores notas e me importar em realmente dominar a matriz curricular, posso ser uma exceção no meio que eu escolhi trabalhar.”

O maior desafio foi lidar com a separação de seus pais. A ruptura de um modelo familiar padrão deixou o jovem profundamente abalado e isso refletiu diretamente nos estudos. Heber conta que “a ficha demorou para cair” e quando percebeu já era tarde demais. Foi reprovado no primeiro ano do ensino médio e no curso técnico de administração que fazia na mesma escola.

Reconhecendo não ter tido maturidade suficiente para entender tudo o que estava acontecendo com sua vida naquele momento, Heber encontrou na música, a inspiração e o sonho de ir além. “Ele nunca teve um perfil de desistência, raramente deixava que circunstâncias o paralisasse.” É o que fala, orgulhoso, o irmão Lucas.

Aos 18 anos, gravou seu primeiro disco junto à Igreja que costuma frequentar com seu irmão. E a realização dessa conquista, despertou a vontade de seguir uma carreira. Só que desta vez, ele tinha que tomar uma decisão: Formar-se em música e tonar-se um artista ou partir para outra área de estudo.

“Na minha mente eu sempre quis trabalhar com algo que realmente ajudasse os seres humanos. Uma profissão que não tratasse apenas de mim, mas de outras pessoas.”, explica o jovem que ainda precisava encontrar alternativas para entrar em uma universidade. Afinal, ele nunca havia feito o ENEM e geralmente as instituições particulares de ensino superior da região, raramente abrem processos de bolsa.

“A partir desse momento comecei a correr atrás e pesquisar ofertas e descontos melhores, até que finalmente conseguir fazer a matrícula. Provavelmente entraria na universidade pagando as mensalidades integrais, mas na última semana das inscrições, conheci o Quero Bolsa e estavam dando bolsas de 40%. Achei um bom negócio e confiei integralmente nesse programa, garantindo a minha vaga no curso de Gestão de Recursos Humanos.”

heber-banda-ignicao

Heber Souza em formação com a extinta Banda Ignição.

Só que Heber ainda precisava achar um emprego rapidamente para concluir o sonho da formação acadêmica. Como sua experiência resumia-se apenas às aulas particulares de violão e guitarra, começou a procurar oportunidades de estágio. “Um certo dia, em uma das vagas de emprego que estava observando, vi algo relacionado sobre aquele mesmo programa que me ajudou como bolsista. Fiquei muito empolgado com a ideia de trabalhar na empresa que possibilitou o meu ingresso na universidade com mais facilidade. Enviei meu currículo e aguardei. Pouco tempo depois, recebi o convite para a minha primeira entrevista de emprego. Estava confiante e ao mesmo tempo com medo.”

Renata Rebocho, diretora de relacionamento da RedeAlumni, empresa que tem seu foco direcionado para projetos voltados à educação no Brasil, revela satisfeita: “O Heber, desde o processo seletivo, demonstrou muita gratidão por ter conseguido ingressar na faculdade com a ajuda do Quero Bolsa. A vontade dele de realizar o sonho de outras pessoas, foi fator determinante na decisão de sua contratação. A cada dia ele compartilha suas experiências e faz a diferença na vida dos vestibulandos.”

heber-colegas-trabalho-rh

O estudante Heber Souza com seus colegas de trabalho do departamento de recursos humanos.

De fato, Heber é referência entre os colegas que fazem o curso de RH na faculdade. É o que diz, Rondinelli de Paula, 35 anos e que estuda na mesma sala: “O Heber é determinado, bem humorado, sabe bem o quer e onde deseja chegar, é inteligente e usa isso para ajudar a todos que estão ao seu redor, sabe ouvir, analisar e filtrar aquilo que tem de melhor para a sua vida pessoal e profissional.”

Todos os elogios no trabalho e na escola deixam Heber feliz e agradecido pela oportunidade.

“Hoje, dou graças a Deus por ter acreditado. Com certeza, a situação estaria muito difícil em casa para conciliar todas as despesas. Sei o que quero e até onde posso chegar. Tenho em mente uma segunda graduação e com certeza mais uma vez será junto daqueles que acreditaram em mim.”

Heber está no caminho certo e o Quero Bolsa está satisfeito em poder ajudar mais um talento descoberto, entre muitos estudantes que buscam o seu lugar no concorrido mercado de trabalho.

Originalmente publicado no Blog do Quero Bolsa

Assuntos Relacionados
Educação e Cultura · Entrevistas

Comments are closed.