mar 22, 2014
197 Visualizações
0 0

Como cuidar do seu bicho de estimação em viagens de avião

Publicado por

Animals-and-Air-Travel

Existem pessoas que consideram seus animais de estimação muito mais do que só um animalzinho fofo e peludo. Muitos consideram os bichos verdadeiros membros da família e lhes dão todos os mimos possíveis. O carinho pelo animal pode ser grande, a ponto da pessoa não conseguir desgrudar e levar o cachorro ou gato para qualquer canto.

Viajar com animais não é uma coisa simples. Se a viagem for para o exterior, Newton Mendonça, sócio fundador de uma casa de câmbio no Rio de Janeiro e turista experiente, alerta: em viagens longas os preparativos deve começar com bastante antecedência, inclusive na escolha da companhia aérea, para que o transporte do animal seja realmente viável”. Mesmo que o seu animal seja um hamster ou um peixe, a viagem pode ser complicada. Por essa razão, vamos apresentar algumas questões importantes para o seu bem estar e do seu companheiro animal.

Dicas para viajar com o seu bicho de estimação

Conversar com a companhia aérea

Informar a sua companhia aérea que você quer levar um animal na viagem é importantíssimo. Cada empresa de aviação tem sua política quanto a isso. Vale ressaltar que algumas só permitem animais na sala de cargas do avião.

Comprar uma caixa de transporte

Seu animalzinho não pode ir solto pela aeronave e nem ficar preso a uma coleira. As normas do avião é que seu companheiro animal fique dentro de uma caixa. Esse compartimento precisa ser grande o suficiente para que o animal consiga ficar de pé e consiga dar volta no próprio corpo. Além disso, precisa ter espaço para comida e água e um material no fundo que absorva às vezes e urina.

Atenção com a mala

Não é só você que precisa de bagagem. Seu bicho também vai precisar de itens especiais durante a viagem. Não é em todo lugar que você irá encontrar o shampoo, remédios e brinquedos que seu animal gosta.

Documentos

São necessários alguns documentos para o seu animalzinho embarcar. São eles: atestados de sanidade elaborado pelo veterinário e carteira de vacinação.

Sedação

Muitos para evitar o stress dos bichinhos optam por fazer os animais dormir através de medicamentos. Mas lembre-se que essa medida deve ser acompanhada por um médico veterinário.

Texto cedido por Daniel Delfino

Assuntos Relacionados
Andrielle Bressane · Colunistas · Viagens

Comente ou dê a sua opinião