jul 18, 2014
334 Visualizações
0 0

Festas populares: A história do carnaval

Publicado por

 

De todas as festas populares do Brasil, o carnaval é, sem dúvidas, a mais grandiosa delas. É uma das poucas manifestações folclóricas que sobreviveram e ainda envolvem o público. A sua história começa há mais de quatro mil anos antes de Cristo, com festas promovidas no antigo Egito, como as festas de culto a Ísis.

Desde essa época as pessoas já pintavam os rostos, dançavam e bebiam. No começo de tudo, a Igreja tentou conter os excessos do povo em festas de carnaval, pois eram consideradas obscenas algumas atitudes. Uma solução foi a inclusão do período momesco, no calendário religioso. Antecedendo a quaresma, o carnaval ficou sendo uma festa que termina em penitência na quarta de cinzas.

Os cristãos estavam acostumados a iniciar a comemoração dessa festa na época de Natal, Ano Novo e Festa de Reis. A data do carnaval deve cair sempre no 7º domingo que antecede à Páscoa, para o período de quaresma ter a duração de 40 dias. Na Idade Média, nas festas predominavam os jogos e disfarces. Na Roma havia corridas de cavalos, desfiles de carros alegóricos e divertimentos inocentes como a briga de confetes pelas ruas.

O famoso baile de máscaras foi introduzido pelo papa Paulo II, no século XV, mas ganhou força e tradição no século seguinte, por causa do sucesso da Commedia dell’Arte. As mais famosas máscaras são as confeccionadas em Veneza e Florença, muito utilizadas pelas damas da nobreza no século XVIII como símbolo de sedução.

O carnaval no Brasil

Devido às maneiras de se curtir o carnaval, muita gente pensa que esta festa tem origem na cultura trazida pelos escravos. Mas, ao contrário disso, foi originado pelo povo português, que chegou aqui com as primeiras caravelas da colonização. Para Newton Mendonça, sócio fundador do Camarote Lounge Folia Tropical, o Brasil possui uma grande mistura de costumes e tradições diferentes, tornando-o o carnaval brasileiro um dos mais famosos do mundo e, atraindo todos os anos milhares de turistas.

A primeira música feita de forma exclusiva foi a marchinha “Ô abre alas”, composta para o cordão Rosa de Ouro pela maestrina Chiquinha Gonzaga em 1899. Desde então, este gênero caiu rapidamente no gosto popular e passou a animar as ruas cariocas. As marchinhas de carnaval sobreviveram por um longo período, mas foram substituídas pelo samba, que na década de 60 passou a ocupar espaço definitivamente.

Surgimento das escolas de samba brasileiras

Elas surgiram no bairro do Estácio, para dar um novo ritmo. Com notas mais longas e andamentos bem mais rápidos que o amaxixado, o samba foi criado especialmente para animar os foliões de um dos mais famosos blocos de carnaval, o Deixa Falar. Foi Ismael Silva o primeiro a atribuir ao bloco a expressão “escola de samba”. Esta escola foi a primeira a desfilar, no carnaval do Rio de Janeiro de 1929, ano em que surgiu a estação primeira, que até os dias de hoje reivindica para si o pioneirismo entre as escolas de samba.

Deu pra perceber por que o carnaval brasileiro é uma festa importantíssima para a nossa cultura, não é mesmo? E a cada dia que passa, essa festa maravilhosa se torna cada vez mais famosa no mundo inteiro.

Assuntos Relacionados
Andrielle Bressane · Colunistas · Cultura

Comente ou dê a sua opinião