jul 4, 2016
154 Visualizações
1 0

Violência contra a mulher e a hipocrisia da esquerda

Publicado por

A violência contra a mulher é uma triste realidade no Brasil. Entretanto, existem outros tipos de violência contra a mulher além daquela que é mais amplamente conhecida, no caso, a violência física. Violência psicológica, sexual, moral e inclusive moral também são consideradas pela Lei Maria da Penha como sendo crimes graves.

Nos últimos dias, foi divulgado o caso da modelo Luíza Brunet, que foi agredida pelo companheiro, um escroto que inclusive já tinha exposto a mulher ao ridículo no começo do ano, ao dar em cima descaradamente de uma mulher que foi capa da revista sexy, com direito a prints dos elogios aos “atributos” da moça e convites para jantar. A grande maioria das pessoas estão dando o apoio que a vítima precisa, apesar de eu ter visto alguns comentários irrelevantes de pessoas duvidando da palavra dela. O Facebook e a mídia em peso apoiam Luíza, com razão, aliás. Ela foi vítima de violência doméstica e merece toda proteção.

Janaína Paschoal recebeu diversas represálias em Brasília, inclusive com tentativas de uma senadora autoritária em calar sua voz. Janaína foi cercada e encurralada no aeroporto de Brasília, com diversos militantes agressivos xingando-a de golpista e sabe-se mais o que. Janaína, além dessa pressão psicológica violenta que está sofrendo, está exposta inclusive a sofrer ataques violentos que a machuquem fisicamente a qualquer momento. Alexandre Frota ofereceu segurança particular para quando a professora embarcasse em qualquer aeroporto em São Paulo, Brasília ou Rio de Janeiro. O diário do cu do mundo classifica a proteção fornecida por Frota para uma mulher que tem sua segurança em risco como “patética” e praticamente culpabiliza a vítima pelos ataques sofridos.

O que dizer também do vídeo que está circulando nas redes sociais, gravado no último dia 4 de julho, no lançamento da pré candidatura de Marcelo Freixo à candidatura da Prefeitura no Rio de Janeiro pelo PSOL, onde Gregório Duvivier e já citado pré-candidato, debocham da violência contra a mulher? Pessoalmente eu achei de péssimo gosto e de um nível muito baixo, mas, obviamente, até agora não vi nenhuma nota de repúdio ou textão de Facebook de alguma figura pública ligada ao movimento feminista ou mesmo de esquerda repudiando o que aconteceu. Imaginem se no lugar de Gregório Duvivier, a pessoa fosse o Danilo Gentili. Imaginou? Tenho certeza que você viu uma reação bem diferente deles e também da grande mídia, que não pensaria duas vezes antes de acusar Gentili de ser um grande apoiador da violência contra a mulher.

Sério, galera de esquerda, como vocês pretendem que alguém leve essa “luta” a sério se vocês claramente ignoram para qualquer mulher vítima de ameaça e violência, caso esta pessoa vá contra o que vocês acreditam e se fecham os olhos para piadas de mal gosto se o piadista em questão seja alguém da turminha de vocês?

Fonte: Jornalismo Colaborativo

Assuntos Relacionados
Colunistas · Opinião · Vanessa Rodrigues
Vanessa Rodrigues
https://www.facebook.com/Queen.Geller

Bacharel em Serviço Social, co-fundadora do grupo de estudos Libertas UECE e membro do grupo de estudos Dragão do Mar.

Comments are closed.